Tudo sobre veículos motorizados!
Header


Como não choveu, o GP da Espanha, disputado em Barcelona, foi mais uma daquelas corridas chatas, sem muitas disputas, como as tantas que vimos em 2009. As RBR largaram na frente e se mantiveram lá até a intromissão de Lewis Hamilton e sua McLaren, que aparentemente é o único carro que pode competir com os carros energéticos. Apesar de todas as novidades prometidas pelas equipes para esta, que foi a primeira prova do calendário europeu, muito pouca coisa mudou. A Red Bull continua com o melhor carro, seguida por McLaren, Ferrari e Mercedes. O resto vem depois. A grande mudança realmente foi na briga interna da Mercedes. O time alemão chegou com um carro completamente novo em Barcelona, fruto das constantes reclamações de Schumacher com relação a sua dificuldade de adaptar seu estilo de pilotagem ao bólido. Quem se deu mal nessa brincadeira foi Nico Rosberg, que vinha na vice-liderança do campeonato e com o péssimo 16° lugar de ontem caiu para 5° na tabela. O domingo também não foi muito bom para os pilotos brasileiros. Massa conseguiu um sexto lugar no sufoco, pois ainda sofre muito com a baixa aderência dos pneus. Barrichello, apesar dos problemas e da pedrada que levou, marcou dois pontos pelo 9° lugar. Di Grassi, apesar de não ter tido problemas aparentes, foi o último a cruzar a linha de chegada em 19°. E Bruno Senna errou na primeira volta e saiu da corrida. Sorte mesmo deu Alonso. O piloto da casa já tinha se estabelecido e estava conformado com o quarto posto. Aí começaram os problemas dos adversários. Vettel teve novamente problemas com os freios e teve de fazer uma parada a mais. Hamilton não teve a mesma sorte. Seu pneu furou em uma curva de alta e o inglês acabou batendo na penúltima volta. Mark Webber venceu de ponta a ponta, Alonso herdou o segundo lugar e o Vettel fechou o pódio. Mesmo com tudo isso a liderança do campeonato não mudou de mãos. Button continua em primeiro, agora com 70 pontos. A tabela completa você vê logo abaixo.

1°. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault), em 1h35min44s101
2°. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 24s065
3°. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault), a 51s338
4°. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), a 1min02s195
5°. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes), a 1min03s728
6°. Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 1min05s767
7°. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes), a 1min12s941
8°. Robert Kubica (POL/Renault), a 1min13s677
9°. Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth), a 1 volta
10°. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso-Ferrari), a 1 volta
11°. Vitaly Petrov (RUS/Renault), a 1 volta
12°. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari), a 1 volta
13°. Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 1 volta
14°. Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes), a 2 voltas
15°. Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India-Mercedes), a 2 voltas
16°. Nico Hulkenberg (ALE/Williams-Cosworth), a 2 voltas
17°. Jarno Trulli (ITA/Lotus-Cosworth), a 3 voltas
18°. Timo Glock (ALE/Virgin-Cosworth), a 3 voltas
19°. Lucas Di Grassi (BRA/Virgin-Cosworth), a 4 voltas

Não completaram:

Sebastian Buemi (SUI/Toro Rosso-Ferrari), a 24 voltas
Karun Chandhok (IND/Hispania-Cosworth), a 39 voltas
Pedro de la Rosa (ESP/Sauber-Ferrari), a 48 voltas
Bruno Senna (BRA/Hispania-Cosworth), a 66 voltas
Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Cosworth), a 66 voltas

Campeonato:
1. Jenson Button, 70 pontos
2. Fernando Alonso, 67
3. Sebastian Vettel, 60
4. Mark Webber, 53
5. Nico Rosberg, 50
6. Lewis Hamilton, 49
7. Felipe Massa, 49
8. Robert Kubica, 44
9. Michael Schumacher, 22
10. Adrian Sutil, 16
11. Vitantonio Liuzzi, 8
12. Rubens Barrichello, 7
13. Vitaly Petrov, 6
14. Jaime Auguersuari, 3
15. Nico Hulkenberg, 1