Tudo sobre veículos motorizados!
Header


Mesmo com a maldição do Galvão de “quem largou na pole na espanha venceu os últimos 10 GPs consecutivos”, mesmo tendo perdido a liderança logo na primeira curva para Alonso, mesmo com sem o Kers e com Hamilton bufando em seu cangote, Vettel foi lá e venceu a quarta corrida das cinco disputadas no ano. Pra mim o campeonato já está definido, falta saber qual será o time campeão de construtores, já que mesmo com o melhor carro e largando na pole, Webber não consegue ser constante em condições de corrida. Por falar nisso a liderança do australiano durou apenas alguns centímetros. Ao apagar das luzes vermelhas, Vettel pulou na frente e logo na primeira curva perdeu a ponta para Alonso. Só foi recuperar a posição depois da segunda parada. Por falar nisso a Ferrari mais uma vez conseguiu ser a equipe com paradas mais lerdas de todo o grid, contando Hisânia, Virgin e cia. Mesmo com o maior trecho onde a asa móvel foi usada até agora, a prova não foi tão movimentada quanto as anteriores. Nem por isso faltou emoção, principalmente por culpa mais uma vez do enorme número de paradas, o que fazia com que as estratégias mudassem constantemente. O ritmo da prova foi tão alucinante, que Alonso, que terminou em quinto, levou uma volta dos líderes e Vettel cruzou a linha de chegada com menos de 1 segundo de vantagem para o inglês da McLaren. Button superou Webber e fechou o pódio, graças ao ótimo trabalho do time. Massa mais uma vez foi prejudicado pelos borracheiros da Ferrari. Barrichello desta vez andou atrás de Maldonado e a Williams continua sem marcar pontos no pior ano de sua história.

Na Corrida:

1. Vettel Red Bull-Renault 1h39:03.301
2. Hamilton McLaren-Mercedes a 0.630
3. Button McLaren-Mercedes a 35.697
4. Webber Red Bull-Renault a 47.966
5. Alonso Ferrari a 1 volta
6. Schumacher Mercedes a 1 volta
7. Rosberg Mercedes a 1 volta
8. Heidfeld Renault a 1 volta
9. Perez Sauber-Ferrari a 1 volta
10. Kobayashi Sauber-Ferrari a 1 volta
11. Petrov Renault a 1 volta
12. Di Resta Force India-Mercedes a 1 volta
13. Sutil Force India-Mercedes a 1 volta
14. Buemi Toro Rosso-Ferrari a 1 volta
15. Maldonado Williams-Cosworth a 1 volta
16. Alguersuari Toro Rosso-Ferrari a 2 voltas
17. Barrichello Williams-Cosworth a 2 voltas
18. Trulli Lotus-Renault a 2 voltas
19. Glock Virgin-Cosworth a 3 voltas
20. D’Ambrosio Virgin-Cosworth a 3 voltas
21. Karthikeyan HRT-Cosworth a 4 voltas

Volta mais rápida: Alonso, 1:26.727

Abandonos:

Massa Ferrari 60ª volta
Kovalainen Lotus-Renault 49ª volta
Liuzzi HRT-Cosworth 29ª volta

Mundial de Pilotos:

1. Vettel 118 pontos
2. Hamilton 77
3. Webber 67
4. Button 61
5. Alonso 51
6. Rosberg 26
7. Heidfeld 25
8. Massa 24
9. Petrov 21
10. Schumacher 14
11. Kobayashi 9
12. Buemi 6
13. Sutil 2
14. Di Resta 2
15. Perez 2

Construtores:
1. Red Bull-Renault 185 pontos
2. McLaren-Mercedes 138
3. Ferrari 75
4. Renault 46
5. Mercedes 40
6. Sauber-Ferrari 11
7. Toro Rosso-Ferrari 6
8. Force India-Mercedes 4


O favoritismo de Sebastian Vettel começou a cair por terra logo na largada. O alemão, que assombrou a todos com uma pole espetacular, foi ultrapassado pelas duas McLarens logo na largada e por pouco não perde a terceira posição para Nico Rosberg. Com muitas alterações de liderança, o GP da China foi dos mais movimentados dos últimos tempos. O próprio Hamilton chegou a perder a ponta para o alemão da Red Bull, mas nas últimas voltas tomou a liderança novamente para vencer e mostrar que os carros austríacos não são mais imbatíveis. É até difícil descrever a quantidade de coisas que aconteceram com cada piloto, mas vou tentar resumir. Webber, que largou em 18º fez uma corrida espetacular, típica do piloto que tem um carro bom nas mão e chegou ao pódio, superando Button na penúltima volta. Este por sua vez no primeiro pit stop errou e ia parando nos boxes da Red Bull. Rosberg andou forte durante toda a prova e por conta de perda de rendimento no final, não chegou mais a frente, se contentando com o quinto lugar. Massa que em determinado momento chegou a liderar, apostou na estratégia de duas paradas, frente as três dos demais, e terminou em sexto. Alonso travou uma batalha com Shumacher durante boa parte do GP, acabando atrás de Felipe e reclamando do carro – isso não vai dar certo -. Petrov manteve a Lotus Renault pontuando em nono e Kabayashi fez o mesmo pela Sauber conquistando o décimo lugar. Barrichello conseguiu terminar seu primeiro GP do ano e o carro continua de mal a pior. O resto não vale a pena comentar, pois com a briga de posições entre os carros da frente, os que estavam disputando lá atrás mal apareceram na transmissão.

Classificação da Prova:
1. Hamilton McLaren-Mercedes 1h36:58.226
2. Vettel Red Bull-Renault a 5.198
3. Webber Red Bull-Renault a 7.555
4. Button McLaren-Mercedes a 10.000
5. Rosberg Mercedes a 13.448
6. Massa Ferrari a 15.840
7. Alonso Ferrari a 30.622
8. Schumacher Mercedes a 31.206
9. Petrov Renault a 57.404
10. Kobayashi Sauber-Ferrari a 1:03.273
11. Di Resta Force India-Mercedes a 1:08.757
12. Heidfeld Renault a 1:12.739
13. Barrichello Williams-Cosworth a 1:30.189
14. Buemi Toro Rosso-Ferrari a 1:30.671
15. Sutil Force India-Mercedes a 1 volta
16. Kovalainen Lotus-Renault a 1 volta
17. Perez Sauber-Ferrari a 1 volta
18. Maldonado Williams-Cosworth a 1 volta
19. Trulli Lotus-Renault a 1 volta
20. D’Ambrosio Virgin-Cosworth a 2 voltas
21. Glock Virgin-Cosworth a 2 voltas
22. Karthikeyan HRT-Cosworth a 2 voltas
23. Liuzzi HRT-Cosworth a 2 voltas

Abandonos
Alguersuari Toro Rosso-Ferrari 12

Mundial de Pilotos
1. Vettel 68
2. Hamilton 47
3. Button 38
4. Webber 37
5. Alonso 26
6. Massa 24
7. Petrov 17
8. Heidfeld 15
9. Rosberg 10
10. Kobayashi 7
11. Schumacher 6
12. Buemi 4
13. Di Resta 2
14. Sutil 2

Construtores
1. Red Bull-Renault 105
2. McLaren-Mercedes 85
3. Ferrari 50
4. Renault 32
5. Mercedes 16
6. Sauber-Ferrari 7
7. Toro Rosso-Ferrari 4
8. Force India-Mercedes 4


Não é apenas força de expressão. O GP da Austrália que abriu a temporada de Fórmula 1 nesta madrugada, não teve nada de diferente do último GP de 2010. Vitória de Vettel com uma Red Bull imbatível. A segunda posição ficou novamente com Hamilton, que parece ter a capacidade e o carro para combater o atual campeão. Alonso mais uma vez terminou atrás de Petrov. E Massa continua bem aquém do seu desempenho de outros anos. Pelo menos marcou a melhor volta da prova – grandes merdas. Ou seja, todas as mudanças de regulamento implantadas este ano, para aumentar as ultrapassagens e a emoção nas corridas não serviu de nada. Surpresa mesmo só Petrov, que mostrou o quanto o carro da Renault é bom, conquistando seu primeiro pódio e deixando ainda mais claro a falta que Kubica fará em 2011. Por falar nisso, a decepção ficou por conta do substituto do polonês. Heidfeld não passou da 14ª posição, terminando uma volta atrás dos líderes. Webber, que como Vettel correu sem o Kers, terminou apenas em quinto e ficou com vergonha de saldar seu público, parando o carro logo após a linha de chagada. No mais, quebras, abandonos e muita frustração de ter acordado as 3h da matina pra ver o replay do GP de Abu Dhabi de 2010.

Classificação:
1. Vettel Red Bull-Renault 1h29m30,259
2. Hamilton McLaren-Mercedes + 22,297
3. Petrov Renault + 30,560
4. Alonso Ferrari + 31,772
5. Webber Red Bull-Renault + 38,171
6. Button McLaren-Mercedes + 54,300
7. Perez Sauber-Ferrari + 1.05,.800
8. Kobayashi Sauber-Ferrari + 1.16,.800
9. Massa Ferrari + 1.25,.100
10. Buemi Toro Rosso-Ferrari + 1 volta
11. Sutil Force India-Mercedes + 1 volta
12. Di Resta Force India-Mercedes + 1 volta
13. Alguersuari Toro Rosso-Ferrari + 1 volta
14. Heidfeld Renault + 1 volta
15. Trulli Lotus-Renault + 2 voltas
16. D’Ambrosio Virgin-Cosworth + 3 voltas
Volta mais rápida: Felipe Massa, 1m28.947

Abandonos:
Glock Virgin-Cosworth 50ª volta
Barrichello Williams-Cosworth 49ª volta
Rosberg Mercedes 22ª volta
Kovalainen Lotus-Renault 19ª volta
Schumacher Mercedes 19ª volta
Maldonado Williams-Cosworth 10ª volta
Liuzzi HRT-Cosworth 1ª volta
Karthikeyan HRT-Cosworth 1ª volta

Campeonato Pilotos:
1. Vettel 25 1. Red Bull-Renault 35
2. Hamilton 18 2. McLaren-Mercedes 26
3. Petrov 15 3. Renault 15
4. Alonso 12 4. Ferrari 14
5. Webber 10 5. Sauber-Ferrari 10
6. Button 8 6. Toro Rosso-Ferrari 1
7. Perez 6
8. Kobayashi 4
9. Massa 2
10. Buemi 1

Construtores:
1. Red Bull-Renault 35
2. McLaren-Mercedes 26
3. Renault 15
4. Ferrari 14
5. Sauber-Ferrari 10
6. Toro Rosso-Ferrari 1

É de Alonso!!!

novembro 13th, 2010 | Posted by Péricles Tabosa in Fórmula 1 | Notícias - ( Comentários)


Depois do que vimos no treino de classificação de hoje, as chances de Mark Webber e Sebastian Vettel de conquistar o título, diminuíram muito. Pra variar, logo na primeira parte os brasileiros Di Grassi e Bruno Senna ficaram em 22º e 23º respectivamente, a frente apenas de Klien. No Q2 também nenhuma surpresa. A briga pelo título realmente rolou no Q3. Hamilton vinha com o melhor tempo, como em todo o final de semana, até que faltando três minutos para o fim do treino, Vettel veio com duas voltas quase perfeitas e com 1m39s394, cravou a pole para o último GP do ano. Hamilton, que ainda não desistiu do título, confirmou a melhora significativa e inesperada da McLaren e larga em segundo. Alonso que estava em quinto até a última volta, melhorou seu tempo já com o cronômetro zerado e largará em terceiro. Button, atual campeão, é o intruso na briga do campeonato largando em quarto, e pode influir bastante no resultado final, já que larga à frente de Mark Webber. O australiano, que está em segundo na tabela do mundial, larga amanhã com bastante desvantagem frente à Alonso. O espanhol da Ferrari está com a faca e o queijo na mão para levar o tri e só basta para isso terminar onde está. O resto está aqui:

Q3
1°. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault), 1min39s394
2°. Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes), 1min39s425
3°. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 1min39s792
4°. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes), 1min39s823
5°. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault), 1min39s925
6°. Felipe Massa (BRA/Ferrari), 1min40s202
7°. Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth), 1min40s203
8°. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), 1min40s516
9°. Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min40s589
10°. Vitaly Petrov (RUS/Renault), 1min40s901

Q2
11°. Robert Kubica (POL/Renault), 1min40s780
12°. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari), 1min40s783
13°. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes), 1min40s914
14°. Nick Heidfeld (ALE/Sauber-Ferrari), 1min41s113
15°. Nico Hulkenberg (ALE/Williams-Cosworth), 1min41s418
16°. Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India-Mercedes), 1min41s642
17°. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso-Ferrari), 1min41s738

Q1
18°. Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso-Ferrari), 1min41s824
19°. Jarno Trulli (ITA/Lotus-Cosworth), 1min43s516
20º. Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Cosworth), 1min43s712
21°. Timo Glock (ALE/Virgin-Cosworth), 1min44s095
22°. Lucas di Grassi (BRA/Virgin-Cosworth), 1min44s510
23°. Bruno Senna (BRA/Hispania-Cosworth), 1min45s085
24°. Christian Klien (AUT/Hispania-Cosworth), 1min45s296

E pra relaxar, uma voltinha na montanha russa mais rápida do mundo com Massa e Alonso:


O treino de Fórmula 1 para o inédito GP da Coréia do Sul ocorreu nesta madrugada de sexta para sábado e pra variar os Red Bull ditaram o ritmo da classificação. Vettel e Webber foram os mais rápidos nas três partes do treino e viram Alonso, que disputa o título diretamente com eles, chegar ao limite para terminar o Q3 em terceiro. Hamilton, que praticamente não tem mais chances, ficou com o quarto tempo, seguido por Rosberg que em sua última tentativa bateu os tempos de Massa e Button. Kubica lutou bastante, mas não passou da oitava posição. Já Schumacher mais uma vez deu um chega pra lá em Barrichello, ficando em nono e deixando o brasileiro com o pior tempo do Q3. Falando em pior tempo, os outros brasileiros ficaram no fim do grid. Di Grassi só foi mais rápido que os carros da Hispânia. Já Bruno Senna conseguiu a proeza de ser mais lento que Sakon Yamamoto.

O resto está na tabela de tempos abaixo, e a corrida às 4:00h de domingo (horário de Brasília).

Q3
1 Sebastian Vettel RBR-Renault 1:35.585 19 Voltas
2 Mark Webber RBR-Renault 1:35.659 21
3 Fernando Alonso Ferrari 1:35.766 23
4 Lewis Hamilton McLaren-Mercedes 1:36.062 20
5 Nico Rosberg Mercedes GP 1:36.535 18
6 Felipe Massa Ferrari 1:36.571 18
7 Jenson Button McLaren-Mercedes 1:36.731 21
8 Robert Kubica Renault 1:36.824 21
9 Michael Schumacher Mercedes GP 1:36.950 22
10 Rubens Barrichello Williams-Cosworth 1:36.998 25

Q2
11 Nico Hulkenberg Williams-Cosworth 1:37.620 18
12 Kamui Kobayashi BMW Sauber-Ferrari 1:37.643 15
13 Nick Heidfeld BMW Sauber-Ferrari 1:37.715 16
14 Adrian Sutil Force India-Mercedes 1:37.783 18
15 Vitaly Petrov Renault 1:37.799 18
16 Jaime Alguersuari STR-Ferrari 1:37.853 18
17 Sebastien Buemi STR-Ferrari 1:38.594 16

Q1
18 Vitantonio Liuzzi Force India-Mercedes 1:38.955 10
19 Jarno Trulli Lotus-Cosworth 1:40.521 10
20 Timo Glock Virgin-Cosworth 1:40.748 8
21 Heikki Kovalainen Lotus-Cosworth 1:41.768 9
22 Lucas di Grassi Virgin-Cosworth 1:42.325 10
23 Sakon Yamamoto HRT-Cosworth 1:42.444 10
24 Bruno Senna HRT-Cosworth 1:43.283 7


Depois de quase dois anos de abstinência, a Ferrari voltou a sentir o gostinho de marcar uma pole. A última aconteceu em Interlagos, quando Massa, disputando o título com Hamilton, largou na frente. Apesar de ter marcado o melhor tempo no Q1, desta vez não deu pro brasileiro. Coube a Alonso largar na frente diante da torcida italiana em Monza. Com um tempo fulminante logo no começo do Q3, o espanhol assegurou a pole e ficou surpreso por ninguém ter melhorado seu tempo. Button larga em segundo melhor tempo, seguido por Massa e Webber. Os grandes favoritos para o título decepcionaram. Hamilton em quinto tem que largar muito bem e ganhar posições para manter a ponta da tabela. Já Vettel, apenas em sexto, vê sua primeira grande chance de ganhar um título escapando por culpa de seu próprios erros. Rosberg, Hulkenberg, Kubica e Barrichelo fecham os dez primeiros. Fato é que a Ferrari e McLaren voltaram com tudo depois das férias e a RBR estacionou seu desenvolvimento, ficando fora da primeira fila pela primeira vez no ano.

Grid de Largada:

Q3
1. Alonso Ferrari 1:21.962s
2. Button McLaren-Mercedes 1:22.084s
3. Massa Ferrari 1:22.293s
4. Webber Red Bull-Renault 1:22.433s
5. Hamilton McLaren-Mercedes 1:22.623s
6. Vettel Red Bull-Renault 1:22.675s
7. Rosberg Mercedes 1:23.027s
8. Hulkenberg Williams-Cosworth 1:23.037s
9. Kubica Renault 1:23.039s
10. Barrichello Williams-Cosworth 1:23.328s

Q2
11. Sutil Force India-Mercedes 1:23.199s
12. Schumacher Mercedes 1:23.388s
13. Kobayashi Sauber-Ferrari 1:23.659s
14. Buemi Toro Rosso-Ferrari 1:23.681s
15. Petrov Renault 1:23.819s
16. Alguersuari Toro Rosso-Ferrari 1:23.919s
17. de la Rosa Sauber-Ferrari 1:24.044s

Q1
18. Trulli Lotus-Cosworth 1:25.540s
19. Kovalainen Lotus-Cosworth 1:25.742s
20. Liuzzi Force India-Mercedes 1:25.774s
21. Glock Virgin-Cosworth 1:25.934s
22. di Grassi Virgin-Cosworth 1:25.974s
23. Senna HRT-Cosworth 1:26.847s
24. Yamamoto HRT-Cosworth 1:27.020s