Monaco sempre foi e sempre será uma corrida diferente. Sem sombra de dúvidas é o melhor final de semana de corrida para os pilotos, pois muitos correm literalmente em casa, já que residem lá. E também produz imagens muito curiosas de descontração:

…sem comentários…

…Rosberg aproveitando a noite…

…em ano de Copa, Massa pelo Brasil…

…e Alonso pela Espanha…

…na passarela, Glock…

…junto com Alguersuari…

…sério, Vettel confere seus freios de Aquiles…

…e Schumacher, será que volta???


Apesar de chover dia após dia na pista de Jerez de la Frontera, a pré-temporada de Fórmula 1 está cada vez mais quente. A cada seção um novo lider. Já tivemos Alonso, Massa, Rosberg, Kobayashi, Vettel e hoje foi a vez de Rubens Barrichelo. Com a pista molhada durante todo o dia, Rubinho deu sorte de marcar seu tempo por volta da hora do almoço, quando não chovia. No período da tarde, sob chuva intensa, todos tentaram sem sucesso alcançar a marca do brasileiro que comemorou principalmente a confiabilidade do modelo da Wiliams. Petrov marcou o segundo tempo com sua Renault, mostrando que os tempos desta quinta-feira não devem ser levados muito em conta. Vettel, o melhor de ontem, ficou em terceiro e Massa foi apenas o quinto.
Aqui como foi o dia de ontem:

Aqui o de hoje:

Os tempos:
1. Rubens Barrichello, Williams, 1:27.145, 98 Voltas
2. Vitaly Petrov, Renault, 1:27.828, 56 Voltas
3. Sebastian Vettel, Red Bull, 1:28.162, 70 Voltas
4. Nico Rosberg, Mercedes GP, 1:28.515, 71 Voltas
5. Felipe Massa, Ferrari, 1:28.879, 92 Voltas
6. Pedro de la Rosa, BMW Sauber, 1:29.691, 8 Voltas
7. Paul di Resta, Force India, 1:30.344, 33 Voltas
8. Timo Glock, Virgin, 1:30.476, 72 Voltas
9. Vitantonio Liuzzi, Force India, 1:30.666, 24 Voltas
10. Lewis Hamilton, McLaren, 1:30.979, 57 Voltas
11. Sebastien Buemi, Toro Rosso, 1:32.678, 57 Voltas
12. Heikki Kovalainen, Lotus, 1:33.554, 30 Voltas

Alguém sabe que antena é essa???
Os tempos melhoraram um pouco, normal por conta da melhora das condições climáticas, além da pista emborrachada. Massa na frente, o resto atrás. Rubinho falando besteira, desta vez sobre Rosberg. Schumacher continua mostrando que o tempo parado não afetou seu apetite por vitórias. A BMW Sauber ainda treinando com pouco combustível para conseguir bons tempos e tentar achar um patrocínio de última hora. E o público espanhol mesmo sem Alonso lotando as arquibancadas. Quero ver amanhã!
Aos tempos:
1. Felipe Massa, Ferrari, 1:11.722 (124 Voltas)
2. Kamui Kobayashi, BMW Sauber, 1:12.056 (96 Voltas)
3. Lewis Hamilton, McLaren, 1:12.256 (108 Voltas)
4. Robert Kubica, Renault, 1:12.426 (119 Voltas)
5. Nico Rosberg, Mercedes GP, 1:12.899 (119 Voltas)
6. Rubens Barrichello, Williams, 1:13.377 (102 Voltas)
7. Sebastien Buemi, Toro Rosso, 1:13.823 (107 Voltas)

Desafio das estrelas7
Aposentadoria que nada, Michael Shumacher está aí ganhando quase tudo o que toca. Depois de passar praticamento o ano inteiro nos bastidores da Ferrari ganhando seu suado salário de consultor técnico, o alemão foi convidado para participar de alguns eventos automobilísticos como por exemplo a Corrida dos Campeões, evento do qual participa todos os anos e onde mantém o título de campeão das nações ao lado de Vettel desde 2007. Neste final de semana aconteceu mais um Desafio das Estrelas, disputa de Kart organizada por Felipe Massa e que este ano aconteceu no novo circuito projetado por ele e Lucas de Grassi, em Santa Catarina. Todos os anos Felipe convida vários amigos das pistas de diversas categorias para uma corrida de kart, tipo uma confraternização de fim de ano, só que com premiação, público pagante e transmissão ao vivo da Globo. É pra quem pode. Mas depois de algumas edições tendo Rubinho como campeão, Shumacher veio este ano para estragar a festa levando o caneco vencendo a primeira bateria no sábado e chegando em segundo, atrás de Massa no domingo. Só não ganhou tudo por que não quis, deixando Felipe, seu irmão mais novo, vencer.


O resultado final ficou assim:

1º Michael Schumacher 42 pontos
2º Felipe Massa 36
3º Vitor Meira 26
4º Vitantonio Liuzzi 25
5º Rubens Barrichello 23
6º Tony Kanaan 19
7º Lucas Di Grassi 13
8º Marcos Gomes 11
9º Max Wilson 9
10º Antonio Pizzonia 8
11º Christian Fittipaldi 8
12º Nelsinho Piquet 7
13º Enrique Bernoldi 7
14º Raphael Matos 7
15º Duda Pamplona 6
16º Bia Figueiredo 6
17º Ricardo Zonta 5
18º Tarso Marques 4
19º João Paulo de Oliveira 4
20º Mario Moraes 2
21º Xandinho Negrão 2
22º Luciano Burti 1

Barrichello-fora
Não é de hoje que Rubens Barrichello pegou a fama de falar demais, prometer demais, e parece que ele não cansou de arrumar sarna pra se coçar. Ontem eu seu Twitter, Rubinho divulgou qual vai ser a sua comemoração, caso suba ao pódio do GP da Alemanha, que acontece no dia 12 de julho. Podem acreditar, depois da famosa sambadinha o atrapalhado piloto brasileiro resolveu homenagear o Rei do Pop, falecido no último dia 25 de junho. Pois é, Rubinho disse que executará o famoso ‘moonwalking‘, passo de dança criado por Michael Jackson. Fala sério, se sambando ele parece que está tendo um ataque do coração… Apesar disso, muitos fãs vem dizendo que será a comemoração perfeita já que ele passou toda a carreira andando pra trás. Que maldade!

Apenas uma novidade aconteceu até agora nos últimos dias de pré-temporada em Jerez. A aparente recuperação de desempenho da Renault. No domingo a Brawn GP, com Barrichello, voltou a andar na frente. Ontem os dois pilotos da equipe que vem surpreendendo a todos, entraram na pista, mas quem roubou a cena foi Fernando Alonso, que colocou seu R29 a frente de Rubinho e Button, respectivamente. Hoje, nenhuma novidade, apenas algumas constatações. Ninguém pode dizer que o BGP001 é apenas uma zebra e que não dará trabalho às grandes equipes este ano, pois Button voltou a fazer o melhor tempo da manhã, na pista espanhola. Outra coisa que não dá mais pra esconder é o fraco desempenho da McLaren, que deixou Lewis Hamilton com o pior tempo, chegando a ficar 7 décimos atrás de Nelsinho Piquet, em sua volta mais rápida. Pelo Jeito a equipe campeã de 2008, vai passar pelo mesmo perrengue que a Ferrari passou em 2005, quando sofreu com os problemas de um carro mal nascido, e não teve tempo suficiente para recuperar os pontos perdidos.
alonso1rubinholewis
Agora mudando de assunto, mas em tanto, as grandes casas de apostas européias enlouqueceram e estão pagando € 6,00 pra cada apostado na Brawn GP. Semana passada este valor chegava a € 33,00. O mais impressionante é que Rubinho, tido como aposentado, três semanas atrás, está hoje entre os dez pilotos mais cotados para levar o caneco deste ano. Tem gente que gosta de rasgar dinheiro mesmo!!!

Blog Widget by LinkWithin